"Se V. possui uma renda tenerife antiga, achou um bastidor ou uma toalhinha no baú, compartilhe essa preciosidade com outros interessados e rendeiras. Entre em contato conosco para obter com o mediador as instruções para ser co-autor do MUSEU VIRTUAL e fazer um post com sua peça. Ou mande a foto que faremos a postagem em seu nome"

"Si tiene un antiguo encaje de tenerife, has encontrado un cojin o un mantelito en el baúl, comparta esta joya con encajeras y otros interesados. Póngase en contacto con nosotros para obtener las instrucciones con el mediador y hacer un "post" con su pieza como coautor del MUSEO VIRTUAL. O envia una foto que se publicará en su nombre."

"If you have an old tenerife lace, found a rack or a small doillie in the family chest, share this preciousness with other parties concerned and lace-making. Please contact us to obtain with the mediator the instructions to be co-author of the VIRTUAL MUSEUM and make a post with your play. Or send us a photo and we will make posting on your behalf."

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

OS SOLES DE DA.ELBA, RENDEIRA DE MARACAIBO






                         Os SOLES DE MARACAIBO datam do século 18, quando uma família de Perijá aprendeu a arte de tecer estes soles com uma senhora de origem canária, de Tenerife, que lhes ensinou o trabalho. Esta família - diz a rendeira e professora Elba Morales - se interessava por esta bela e difícil técnica e Da. Cepeda e suas 10 filhas tomaram a tecelagem como forma de vida e dedicaram-se a fazer e a divulgar os Soles para as famílias estrangeiras que viviam em Maracaibo ou estavam em visita.


                           Pode-se dizer que a rendeira e professora Elba Montero de Rondon é responsável por manter viva hoje a tradição em Maracaibo, segunda maior cidade da Venezuela. “Fue mi maestra Marlene Cepeda, una de las ocho hermanas Cepeda Conde, quienes llegarón con este arte a Maracaibo desde la Villa del Rosario, en donde existió el primer taller artesanal de soles”, conta Da.Elba que desde 1986 compartilha seu saber fazer a través de gestões patrocinadas pela Prefeitura de Maracaibo.

                            Atualmente já contando com outras professoras formadas por ela, Da. Elba prossegue empenhada em multiplicar rendeiras. Numa sala do Museu de Artes Gráficas, no prédio da Prefeitura, transmite o ensinamento a pessoas interessadas que aprendem graciosamente a tecelagem que, de origem canária, hoje incorporou a cultura zuliana, cultura tradicional da região e do Estado da Zulia, em que está situada a cidade de Maracaíbo.






Contato
Elba M de Rondon
0416 1635126  -  0416 2640607 -mobiles
Urb.Urdaneta (Sabaneta) Calle 2 nº 44
792 6870  - 792 3050
contato através de Ernesto (filho): ernesto_rondon@hotmail.com

                                                  ernestorondo@gmail.com