"Se V. possui uma renda tenerife antiga, achou um bastidor ou uma toalhinha no baú, compartilhe essa preciosidade com outros interessados e rendeiras. Entre em contato conosco para obter com o mediador as instruções para ser co-autor do MUSEU VIRTUAL e fazer um post com sua peça. Ou mande a foto que faremos a postagem em seu nome"

"Si tiene un antiguo encaje de tenerife, has encontrado un cojin o un mantelito en el baúl, comparta esta joya con encajeras y otros interesados. Póngase en contacto con nosotros para obtener las instrucciones con el mediador y hacer un "post" con su pieza como coautor del MUSEO VIRTUAL. O envia una foto que se publicará en su nombre."

"If you have an old tenerife lace, found a rack or a small doillie in the family chest, share this preciousness with other parties concerned and lace-making. Please contact us to obtain with the mediator the instructions to be co-author of the VIRTUAL MUSEUM and make a post with your play. Or send us a photo and we will make posting on your behalf."

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

El Ñanduti del Paraguay





Dr. Gustavo González, médico e investigador da cultura paraguaio, antecessor do que atualmente conhecemos como "antropólogo" e onde este lindo vídeo colheu informações, se dedicou a pesquisar a Renda Nhanduti depois de conhecer as peças da Renda pertencente ao Museu Nacional coletada pelo brasileiro Edgar Roquette-Pinto.
Em 1935, Gustavo Gonzáles viu e se emocionou com as peças da Renda Paraguaia expostas numa vitrine no Museu de História Natural do Rio de Janeiro juntamente com o texto de Roquette-Pinto "El ñanduti del Paraguay".
Roquette-Pinto foi o primeiro homem de ciência a escrever sobre a renda paraguaia que conheceu em sua estadia em Assunção, onde deu aulas na Faculdade de Medicina em 1921. Seu texto, que contém uma espécie de análise antropológica dos padrões re-criados sobre a renda de origem européia foi publicado no Boletim do Museu Nacional em 1927.
A coleção de renda se queimou no incêndio do Museu Nacional deste ano de 2018.


+ info em postagens anteriores deste Museu Virtual : Visitando o Museu Nacional
                                                                                   Coleção Roquette-Pinto converteu-se em cinzas

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Fios que fluem, águas que enlaçam: têxteis da região guarani


Exposição de têxteis da região guarani no Museu da História do Traje de Buenos Aires com  curadoria de Carolina Urresti, responsável pela Guarani Porã, espaço que trabalha na difusão e comercialização das manufaturas de origem guarani em Buenos Aires. 

Na extensão territorial que hoje Paraguai, Argentina, Uruguai e parte do sul do Brasil desenvolveram-se diversas práticas têxteis ancestrais, que constituem patrimônio material ao formar uma peça tecida, e também, imaterial, na medida em que seu conhecimento é transmitido oralmente. 


Peça emprestada por Carola Besasso que pertenceu a Venancia Tray, mulher de Guillermo Stewart que foi médico de  Francisco Solano Lopes



+info: La Nación

Conheça o mapa digital do Território Guarani

Copyright © MUSEU VIRTUAL DA RENDA TENERIFE.Todos os direitos reservados - All Rights Reserved.
Nhanduti de Atibaia