"Se V. possui uma renda tenerife antiga, achou um bastidor ou uma toalhinha no baú, compartilhe essa preciosidade com outros interessados e rendeiras. Entre em contato conosco para obter com o mediador as instruções para ser co-autor do MUSEU VIRTUAL e fazer um post com sua peça. Ou mande a foto que faremos a postagem em seu nome"

"Si tiene un antiguo encaje de tenerife, has encontrado un cojin o un mantelito en el baúl, comparta esta joya con encajeras y otros interesados. Póngase en contacto con nosotros para obtener las instrucciones con el mediador y hacer un "post" con su pieza como coautor del MUSEO VIRTUAL. O envia una foto que se publicará en su nombre."

"If you have an old tenerife lace, found a rack or a small doillie in the family chest, share this preciousness with other parties concerned and lace-making. Please contact us to obtain with the mediator the instructions to be co-author of the VIRTUAL MUSEUM and make a post with your play. Or send us a photo and we will make posting on your behalf."

17 de set de 2019

Agradecimento em nome do n/patrimonio!

Talvez seja meio arrogante eu falar aqui em nome do patrimonio cultural imaterial mas preciso agradecer enormemente a essa três mulheres que, confiando, nos emprestaram um acervo de suas famílias para levar até os XXIII Festival Internacional e Renda, que vai se realizar em Lepoglava, Croacia, dias 13, 14 e 15 de setembro próximo, e depois ao XV Congresso Internacional de Castilla y Léon, que será entre 25 e 27 de outubro em Tordesilhas, Espanha.

Marta Mori
Arlete Martinez
M.Fernanda Vita

Arlete Martinez e Maria Fernanda Vita são filhas de rendeiras de nhanduti,  a primeira de Da. Isabel Martinez Garcia, de S.Paulo, a segunda de Da. Gladys Vita  de Araújo e neta de Da. Rosalina de Faria Vita, de Socorro. Já Da. Marta Mori, ela própria era rendeira de nhanduti em Socorro. Elas  rendeiras estava na ativa nos anos 1950-60, época em que a técnica teve relevância e foi importante economicamente para as família dessas senhoras. 

Mas essas rendeiras foram também as autoras de um novo formato de tecer a técnica, a Renda Sol. Uma formato especial, uma característica  peculiar de nossa região, usando variedade de fios e, principalmente de cores único nessa renda que se espalhou pelo mundo a partir das Ilhas Canárias. Por isso essas rendas estarão presentes nos dois Congressos Internacionais de Lepoglava e de Tordesilhas, ocasião em que a família das Rendas Sol, essas rendas de trama radial estarão presentes em suas versões espanholas, americanas, croatas, etc... sendo objeto de apreciação e estudo. 

Assim, agradecemos aqui Arlete, M.Fernanda e Marta pela generosidade em, emprestando suas peças de família para serem expostas nos Congressos, possibilitar que interessados e estudiosos compartilhem esse patrimonio cultural imaterial brasileiro que é a forma de fazer a Renda Sol Paulista dos anos 1950-60.  





Copyright © MUSEU VIRTUAL DA RENDA TENERIFE.Todos os direitos reservados - All Rights Reserved.
Nhanduti de Atibaia